• contato@sucodeuvapuro.com.br
  • contato@sucodeuvapuro.com.br

Que tal um copo de uva totalmente puro, sem adição de água, açúcar, corantes, conservantes e antioxidantes?

Associação Brasileira de Elaboradores de Suco de Uva Puro garante que suco identificado com selo é 100% puro e um grande aliado ao sistema a saúde.

Hoje, você vai conhecer um pouco mais sobre uma das frutas mais antigas utilizadas na alimentação humana: a uva. Originária da Ásia, existem mais de 60 mil variedades entre cor, sabor e tamanho. Pode ser saboreada in natura ou utilizada para fazer sucos e vinhos. No Brasil, seu cultivo iniciou em 1532, trazida pela expedição do português Martim Afonso Pena. É uma fruta rica em vitaminas e minerais, como o cálcio, fósforo, sódio, magnésio, manganês, ferro, potássio, cromo, cobre, cobalto, selênio, zinco, iodo, além de ser uma grande aliada no reforço do sistema imunológico.

Uma das formas de consumo é através de seu suco puro, ou seja, sem adição de água, açúcar, corantes, conservantes e antioxidantes. Apesar do mercado brasileiro ter registrado alta no consumo de suco de uva, muitos consumidores ainda ficam na dúvida na hora de comprar o verdadeiro suco de uva puro, com tantos produtos diferentes, de diversos preços e rótulos que confundem. Por isso é importante entender as descrições nos rótulos, as características dos sucos oferecidos no mercado, além de compreender o significado de cada um.

Suco de uva puro: suco 100% uva e só uva, sem adição de água, açúcar, corantes, conservantes ou antioxidantes (produto químico utilizado na produção do suco para evitar a oxidação do produto)

Suco de uva integral: suco 100% uva, sem adição de água e açúcar, mas pode conter conservante ou antioxidante.

Suco de Uva 100%: Mais conhecido como  suco reconstituído, proveniente de suco concentrado e com adição de água. Pode conter açúcar, conservante ou antioxidante.

Néctar: Bebida com sabor uva, possui obrigatoriamente 50% de uva em sua composição, além de adição de água e açúcar. Pode ter conservante ou antioxidante.

Bebida: sabor uva e contém, pelo menos, 30% de uva. Contém água e açúcar e com possibilidade de adição de conservante ou antioxidante.

Para descomplicar o entendimento do consumidor na identificação dos sucos 100% puros nas gôndolas dos supermercados, um grupo de empresas vinícolas criou o Selo Suco de Uva Puro, através de um Programa de Certificação. Estas empresas fundaram a Associação Brasileira dos Elaboradores de Suco de Uva Puro, com sede em Flores da Cunha (RS), e contratou o Instituto Totum, uma certificadora independente de terceira parte, para elaborar e aplicar o programa de certificação do selo do suco de uva puro, baseado em critérios rigorosos de controle e auditoria, para garantir que os sucos produzidos sejam 100% puros.

“Para elaboração de produtos com tamanha pureza, que os diferenciem dos demais disponíveis no mercado, exigiram das empresas associadas, investimentos importantes em tecnologias avançadas em todas as fases da elaboração, na pasteurização, na homogeneização, envase e armazenamento, com rígidos controles e análises laboratoriais”, ressalta o responsável pela gestão da Associação Brasileira dos Elaboradores de Suco de Uva Puro e pelo programa de certificação, Aguinaldo Lima, da AJLima Estratégias em Agronegócio.

É importante ressaltar que antes de vigorar, o programa de certificação passou por avaliação do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e obteve o registro do selo junto INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial). E para assegurar as condições exigidas de controle e auditoria, as análises dos sucos são realizadas em laboratórios acreditados pelo Inmetro. Portanto, toda a aplicação da certificação é independente, isenta e sem qualquer interferência das empresas associadas nas etapas do processo de concessão do selo.

Como funciona a certificação? – De acordo com a diretora Sistêmica e de Relacionamento do Instituto Totum, Celina Maria Tückumantel de Almeida, para dar início ao processo, a empresa, que elabora o suco de uva, deve informar as marcas que ela deseja obter o selo e apresentar todas as documentações técnicas exigidas, de acordo com as normas estabelecidas no programa de certificação adotado pela associação.

Além das normas, há um regulamento que dispõe de toda a governança do processo. “O regulamento exige o cumprimento rigoroso das empresas associadas, com as atribuições da certificadora Instituto Totum; das responsabilidades do laboratório acreditado pelo Inmetro, na realização das análises, e as penalidades que podem ser aplicadas, caso alguma inconformidade seja detectada”, explica Celina.

O Instituto Totum realiza a coleta dos produtos diretamente nos pontos de comercialização pelo país, identifica cada embalagem com um código e envia para o laboratório para realização das análises, definindo o verdadeiro suco de uva puro.

“Caso apresente alguma não conformidade, o laudo é enviado para o fabricante, que terá a oportunidade de corrigir as falhas e submeter o produto novamente às análises, se assim desejar. Outra etapa é a checagem técnica do rótulo das embalagens, para verificar se todas as informações estão de acordo com a legislação vigente. Estando tudo certo, é emitido um laudo de conformidade, em seguida é encaminhado para um comitê técnico da própria associação, que avaliará os resultados e fará a deliberação de autorização do uso do selo”, ressalta a diretora.

Conclusos os processos, o Instituto Totum emite um certificado de uso do selo para a marca autorizada e um respectivo QR Code, que com o selo, constituirão o rótulo do produto. O consumidor, ao efetuar a leitura do QR Code, acessa as informações do produto e da empresa que o elaborou.

Para maior segurança da qualidade dos produtos e garantia de pureza, todo esse procedimento é repetido anualmente pelo Instituto Totum. “Se o produto estiver dentro dos padrões determinados, o selo continua válido para sua comercialização. Do contrário, a empresa pode sofrer algumas penalidades, de acordo com o regulamento, e até ter o selo cancelado para o uso”, evidencia Celina.

Quais os benefícios do suco de uva? – Há vários tipos de uva para produzir os sucos de uva puros. As mais utilizadas estão divididas nas categorias tinto (Bordo, Isabel, Niágara Rosada e Concord) e branco (Moscato e Niágara Branca).

O suco de uva é uma fonte importante de polifenóis, compostos estes que são elaborados pela própria videira, em resposta a situações de estresse. Estes compostos contribuem para a coloração, a acidez, entre outras características que deixam a bebida mais saborosa. Eles possuem a função antioxidante, antimutagênica, anticarcinogênica (proteção contra tumores) e antiaterogênica (prevenindo doenças do coração).

De acordo com a biomédica, mestre e doutorada pela Universidade de Caxias do Sul e pós doutora pela Georgetown University Caroline Dani, que também é a fundadora do Instituto Dra Uva, o suco de uva puro é rico em polifenóis, os quais são responsáveis por ativos anti-inflamatório e antimicrobiano, além de possuir altas concentrações de vitaminas. “Os polifenóis aumentam a imunidade, fazem bem ao coração e reduzem os riscos de surgimento de várias enfermidades como o câncer e as doenças neurodegenerativas”, comenta.

Dentre os polifenóis, destacamos as antocianinas, catequina, epicatequina, procianidina e ácido ascórbico, que são componentes capazes de neutralizar os radicais livres e minimizar o estresse oxidativo no corpo humano.  O estresse oxidativo está envolvido em vários processos fisiológicos e patológicos no organismo, tais como fatores múltiplos do envelhecimento, doenças pulmonares (enfisema), além de ser um dos vários fatores que pode estar relacionados ao aparecimento de doenças neurológicas como doenças de Parkinson, Alzheimer e esclerose múltipla. “O suco é indicado para todos, a partir de 1 ano de idade, sendo 100 a 200 ml para crianças e 300 a 400 ml por dia para adultos”, indica a doutora.

 O suco de uva é um aliado à prevenção de doenças e oferece vários benefícios de acordo com estudos científicos da doutora Caroline. Confira abaixo:

  • Melhora o sistema imunológico, a memória e a cognição, inclusive no público idoso.
  • Reduz danos oxidativos no sistema nervoso central sendo um aliado na prevenção das doenças degenerativas como Parkinson e Alzheimer; danos dos radicais livres em lipídeos e proteínas; colesterol total, LDL-c(colesterol ruim), triglicerídes, pressão arterial, níveis de homocisteínas (marcador associado às doenças cardiovasculares) e glicemia
  • Exerce um efeito para outras gerações, aumentando expressão de proteínas no hipocampo, região associada ao aprendizado.
  • Aumenta sensibilidade à insulina e o HDL-c (colesterol bom)
  • Prevenção de problemas cardiovasculares
  • Nos adultos e jovens ajudam a aumentar as células do sistema imune e fluxo sanguíneo em algumas regiões do cérebro.
  • Para as crianças, o suco de uva é muito importante para os organismos em desenvolvimento. A uva é uma das frutas mais doces e calóricas: contém cerca de 15 a 17 gramas de glicose e 70 calorias para cada 100 gramas de fruto.  O suco de uva contém vitaminas do Complexo B (B1,B3 e B5), vitamina C, além de sais minerais e oligoelementos como o sódio, cloro, potássio, cálcio e ferro, entre outros de grande importância, principalmente, na formação dos ossos, sangue, cérebro e nervos, essenciais na fase do crescimento.
  • É super indicado para grávidas por favorecer a saúde das gerações futuras.

Como escolher o suco de uva? – De acordo com a Dra Caroline, o melhor suco é aquele que só tem a uva como matéria-prima. Qualquer adição, seja de água, açúcar, suco de maça, corante, conservante ou qualquer outro ingrediente, deixa de ser puro. “Hoje, no mercado, há uma infinidade de sucos que se intitulam puros, mas na verdade não são. A adição de conservantes em sucos comuns, que não é o nosso caso, corrige problemas de elaboração e de qualidade de matéria-prima. Nosso produto é puro e não tem como camuflar estas falhas. Se a uva não for boa, não teremos um suco de qualidade”, ressalta a Dra Caroline.

Outro fator importante que o consumidor precisa ficar atento e, muitas vezes, o deixa confuso, é a presença de antioxidantes no produto. “Muitas embalagens exibem a informação de terem antioxidantes. Mas estes são simplesmente produtos químicos que inibem a oxidação do suco.  De maneira alguma são indicados para evitarem os radicais livres, como muitos pensam. Os polifenóis, presentes no suco de uva puro, têm este papel de ser antioxidante natural e não há necessidade de complementar qualquer outro produto químico”, explica a especialista.

Desafios do produtor de suco de uva puro – O selo do suco de uva puro vem com o desafio de descomplicar a vida dos consumidores. Para identificar o verdadeiro suco de uva, é fácil e prático. A embalagem, que estiver identificada com este selo, oferece o verdadeiro suco de uva. “O selo nos dá a oportunidade de informar o diferencial e o verdadeiro significado de nosso esforço na sua elaboração, com todo o processo rastreável desde a plantação, envase e até a rotulagem, ou seja, qualquer lote que tenha uma não conformidade, conseguimos rapidamente detectar. Mas isso nem chega a ocorrer, porque temos total controle desde a uva no pé da videira até o final da produção”, ressalta um dos associados Pablo Perini.

Como em sua empresa são produzidos vinhos, todos os processos foram adequados, para que não haja contaminação cruzada. “É como o suco de laranja que você espreme e bebe. Porém, no caso da uva, para termos o melhor resultado de saúde e sabor, é necessário o contato com as cascas da fruta em temperatura controlada e com equipamento que isola o oxigênio. Trata-se de um tratamento físico e não químico, mas que precisa de tecnologia. Há muitos anos oferecemos sucos de uva tintos e brancos de qualidade e pureza absoluta, que agora são chancelados com este selo de pureza. Sem dúvida uma garantia para os consumidores”, ressalta Pablo Perini.

 Valorização das vinícolas – É muito importante destacar que o setor vitivinícola é formado por pequenas famílias produtoras de uva e seus derivados. “Ao fomentarmos a fabricação de um suco puro, automaticamente, valorizamos cada produtor que se dedica tanto para entregar um produto de qualidade e de excelência”, reforça o presidente da Associação, Arnaldo Passarin.  

Por outro lado, o objetivo da Associação é proporcionar ao consumidor o conceito de descomplicar suas escolhas na hora da compra.  “O processo é simples. Basta olhar para a prateleira e escolher produtos que tenham o selo do suco de uva puro na embalagem, que obrigatoriamente é de vidro. É importante ressaltar que, caso o consumidor queira checar a veracidade, todas as embalagens dispõem de QRCode”, finaliza o presidente.

Mercado de suco uva no geral – De acordo com a associação, a produção dos diversos tipos de sucos de uva em 2019 foi de 185,8 milhões de litros. “Há um crescimento importante, mas nem todos são sucos de uvas puros, o que acaba confundindo os consumidores na hora da compra. Tenho certeza de que o crescimento poderia ser ainda maior, se o suco de uva realmente fosse puro. Cada vez mais as pessoas buscam por produtos de qualidade, que tragam bem-estar e saúde”, ressalta o consultor Aguinaldo Lima.

Conforme os últimos dados, divulgados em relatório técnico no ano passado, referente a 2019, o estado do Rio Grande do Sul é responsável por mais de 90% da produção total de vinhos e suco de uva e cerca de 85% dos espumantes do país.

A área plantada com videiras no Brasil, em 2019, foi de 75.731 há, 0,33% superior à verificada em 2018, segundo dados obtidos no IBGE (2020 ). Rio Grande do Sul é o principal produtor que respondeu por 62,72% da área vitícola nacional, com aumento de 0,25% quando comparado a 2018. O estado do Paraná, com 4 mil ha, teve um acréscimo na área com viticultura de 11,11%. Santa Catarina reduziu sua área em 6,06%, totalizando 3.999 ha em 2019.

Matéria completa em: http://revistadafruta.com.br/eventos/que-tal-um-copo-de-uva-totalmente-puro-sem-adicao-de-agua-acucar-corantes-conservantes-e-antioxidantes,389222.jhtml ou
https://www.agroin.com.br/noticias/18843/que-tal-um-copo-de-uva-totalmente-puro-sem-adicao-de-agua-acucar-corantes-conservantes-e-antioxidantes
http://consumidorrs.com.br/2013/inicial.php?case=2&idnot=61205

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Rolar para o topo